Saiba tudo sobre o funcionamento da Hipnoterapia, um processo terapêutico com resultados rápidos e sem contraindicação!

 

Algumas pessoas acham que hipnose é uma prática enganosa, o que destoa completamente da realidade. A hipnose é uma prática antiga, datada no século XVIII, e traz inúmeros benefícios à saúde.

Quando aplicada na Hipnoterapia, a hipnose auxilia o paciente principalmente no tratamento de patologias psicológicas como depressão, ansiedade e baixa autoestima.

A Hipnoterapia, como o nome já diz, é o encontro entre a hipnose e a terapia. Uma abordagem transformadora para aqueles que a experimentam.

 

Mas, o que é a hipnose?

A hipnose é uma técnica que possibilita um estado diferenciado da consciência. Nesse estado o paciente consegue um acesso ao inconsciente que seria impossível em outras formas de terapia.

Apesar de muitos acreditarem que na hipnose o paciente perde sua percepção e sentidos, isso não é verdade.Durante o transe, nome dado ao estado modificado da consciência atingido durante o processo, o paciente está em estado de alerta, podendo perceber e reagir a estímulos do ambiente, bem como aceitar ou não as sugestões do seu hipnoterapeuta.

 

O que posso tratar com a Hipnoterapia?

A hipnose, aplicada na Hipnoterapia, é indicada para tratar de patologias psicológicas e emocionais como síndrome do pânico, ansiedade e depressão. Vícios também podem ser facilmente tratados com a técnica da hipnose. Alcoolismo e tabagismo são exemplos comuns de hábitos indesejados que os pacientes tratam na Hipnoterapia.

Além de trazer uma melhora para a saúde do paciente, a hipnose pode auxiliar no aumento da performance deste. Ao modificar seu inconsciente, o paciente consegue ser mais produtivo ou proativo por exemplo, potencializando as qualidades já existentes do indivíduo.

 

Como funciona uma sessão de Hipnoterapia?

A hipnoterapia é um processo terapêutico muito similar ao realizado pelos métodos tradicionais.

 

O consultório

O consultório pode variar de acordo com a preferência de decoração de cada hipnoterapeuta, mas geralmente consiste em uma antessala, onde é realizada a conversa inicial, e o consultório em si, onde o tratamento com hipnose é aplicado. Dentro do consultório, o hipnoterapeuta deve deixar o paciente confortável, podendo optar por poltronas, cadeiras reclináveis ou até um divã.

 

O primeiro contato: anamnese

Por conta da anamnese realizada no paciente, é comum que a primeira consulta da Hipnoterapia dure por horas. A anamnese é a conversa inicial, aquela em que o terapeuta vai descobrir, através de relatos do paciente, o que está acontecendo.

Neste processo o hipnoterapeuta reúne o máximo de informações possíveis para que o tratamento com hipnose seja o mais eficaz. É aqui que ele vai identificar/conhecer o paciente, perceber a queixa que precisa ser solucionada, desvendar o histórico familiar e pessoal, entre outras informações que julgar pertinente.

É neste momento que o hipnoterapeuta vai sanar todas as dúvidas do paciente sobre a hipnose, explicando todo o procedimento da terapia.

 

A hipnose

Após a conversa inicial, chega o momento da hipnose. O paciente pode ser levado a uma sala específica ou o procedimento acontece no mesmo local da conversa.Na primeira sessão é comum que o paciente não acredite que esteja hipnotizado. Como ele pode ouvir e reagir ao ambiente, acredita não ter entrado no estado de transe. Como dito anteriormente, o transe é um estado modificado da mente, ou seja, o paciente continua consciente, apenas conseguindo acessar o subconsciente com mais facilidade.

 

 

Membro da NGH – National Guild of Hypnotists, uma das maiores e mais antigas organizações de hipnose do mundo, Jefferson Bauce utiliza métodos mundialmente reconhecidos pela sua eficácia.

É comum que a primeira consulta seja também a última, dependendo da entrega do paciente ao processo de hipnose.

 

Agende sua avaliação gratuita e conheça

o trabalho do hipnoterapeuta Jefferson Bauce!